Conclusão

Minha mãe estava me falando um monte e eu comentei:
– Nossa, mãe, para de reclamar.
Minha sobrinha Helena ouvindo tudo, disse:
– Não para… ela é sua mãe! Mãe não para de reclamar.

(Helena, 4 anos)