Objetiva

De manhã cedo eu olho pra minha filha que ainda mama no peito e digo:
– Bom dia, linda!
– Não me dá bom dia, me dá mamá!

(Giovana, 2 anos)